InícioBem-estarL. casei Shirota: segredo para manter o intestino equilibrado depois dos 40

L. casei Shirota: segredo para manter o intestino equilibrado depois dos 40

Por mais de 80 anos a Yakult é uma bebida láctea contendo bilhões de lactobacilos L. casei Shirota. Milhões de pessoas no mundo incorporam esta bebida em sua rotina diária. Isso quer dizer que mais de 40 milhões de frascos de Yakult são consumidos todos os dias em 38 países.

Como uma dessas pessoas apaixonadas pela marca e pelos benefícios que ela proporciona ao meu intestino, hoje eu vou contar um pouco da história da Yakult e os benefícios que ela pode proporcionar para sua saúde também.

Quem desenvolveu o Yakult

L. casei Shirota Yakult

A bebida foi desenvolvida em 1935 pelo cientista japonês Dr. Minoru Shirota. Desde então, a embalagem do produto mudou muitas vezes, mas a receita permaneceu a mesma.

Como consumir Yakult

O ideal é consumir um frasco de Yakult todos os dias no horário que você preferir. Afinal, são as pequenas coisas da vida que enriquecem o nosso dia a dia, como o sorriso de uma criança, os raios do sol em nossa pele, uma caminhada curta pela natureza e muitas outras coisas!

No meu caso, um frasquinho de Yakult é um desses pequenos hábitos diários que tornam a minha vida mais feliz e o meu intestino funcionando bem (e olha que eu já tentei muita coisa antes de me render a esse hábito).

Ele pode ser consumido com cereais, no café da manhã, misturados com outras bebidas e alimentos frios. Você só precisa ter atenção para nunca misturar o Yakult a bebidas e alimentos quentes, pois o calor pode destruir as bactérias.

O que torna o Yakult tão especial?

Cada frasco de Yakult contém um mínimo de 40 bilhões Bactéria Lactobacillus casei Shirota (LcS). Essas bactérias são presente apenas em Yakult e chegam vivas nos intestinos. Essas bactérias do ácido lático devem seu nome ao seu criador: Dr. Minoru Shirota, um cientista que se formou em medicina na Universidade de Kyoto, no Japão.

Em 1930, ele conseguiu selecionar e cultivar uma cepa de bactérias suficientemente robusta para chegar vivas aos nossos intestinos. Em 1935, ele desenvolveu uma bebida láctea fermentada muito saborosa e que hoje é conhecida no mundo inteiro.

Bactérias, bactérias e mais bactérias!

Existe uma longa história por trás das bactérias. Elas vivem na Terra há milhões de anos, cumprem diferentes funções e estão presentes em todos os lugares (todos mesmo!).

L. casei Shirota

Eles estão no seu corpo, no seu smartphone, na sua escova de dentes, nas superfícies da sua casa, no ar, na terra e nos alimentos. Mesmo sendo onipresentes, é impossível vê-las a olho nu. Porém, existem certos tipos de bactérias com as quais é melhor não simpatizar, enquanto outras podem ser as suas melhores amigas. 

Certos tipos de bactérias constantemente ajudam a digerir os alimentos e descartar o que não é aproveitado pelo seu organismo. A quantidade de bactérias em nosso corpo é pelo menos igual a quantidade de células que temos, ou seja, bilhões! A maioria está nos intestinos e formam a flora intestinal, também chamada “microbiota intestinal”.

Ingredientes do Yakult Original

O Yakult é feito com água, leite desnatado, xarope glicose-frutose, açúcar, maltodextrina, aromas e bactérias Lactobacillus casei Shirota.

O produto não contém corantes artificiais e não contém colesterol. Sua cor se deve ao processo natural de caramelização do leite, que ocorre quando é aquecido durante a produção.

Outras versões e produtos Yakult

Hoje existem diversas versões de Yakult, como o Yakult 40 e Yakult 40 light (o que eu consumo todos os dias), já que quando chegamos aos 40 anos, precisamos de ajuda para  manter a microbiota intestinal equilibrada a medida que o nosso corpo envelhece e a diminuição da resistência causa um aumento de bactérias nocivas nos intestinos.

Além do leite fermentado que todos nós já conhecemos, a Yakult também produz outros alimentos, incluindo um leite fermentado com uma textura um pouco diferente, mais parecido com iogurte, chamado Sofyl, disponível nos sabores baunilha, uva verde e morango. A linha também inclui bebidas que combinam extrato de soja e suco de frutas para pessoas que têm alergia à proteína do leite de vaca e suplementos alimentares.

Intestino saudável, cérebro feliz!

Intestino saudável, cérebro feliz!

Muitos fatores podem afetar nosso intestino. Depois de algum tempo tentando entender, consultando nutricionistas e psicólogos (que foram essenciais no meu processo de entendimento sobre como o meu corpo funciona), percebi que uma das principais causas que faziam o meu intestino não funcionar direito era o estresse e a ansiedade. Aqui quero deixar claro que isso aconteceu no meu caso, pode ser que o motivo do seu intestino não funcionar direito seja algo diferente e você precisa investigar.

Depois que eu identifiquei essa relação, comecei a ler sobre e descobri que os nossos intestinos são revestidos com milhões de neurônios e foi apelidado de nosso “segundo cérebro”. Ele tem funções que vão além do processamento dos alimentos que ingerimos e as bactérias que vivem nele podem afetar nosso bem-estar.

Já existem estudos sobre melhorar a saúde intestinal para ajudar nosso sistema imunológico e combater distúrbios de saúde mental, principalmente porque a maior parte da serotonina, responsável pelo nosso estado emocional, incluindo humor, níveis de ansiedade e felicidade, é produzida no trato digestivo.

Assim como nosso cérebro precisa de estímulos para funcionar bem, os intestinos também precisam, e consumir uma variedade de alimentos para enriquecer nossa comunidade de bactérias intestinais pode te ajudar a se tornar uma pessoa muito feliz!

Fernanda Calandro
Fernanda Calandrohttps://gazetadiaria.com/
Profisisonal de Marketing de Conteúdo. Apaixonada por cachorros, comida, tecnologia, marketing, soluções simples e inovadoras. Online desde 1997 | Escrevo para web desde 2014. Contato: [email protected]

RELACIONADOS